Os quatro tipos de cavalos segundo Buda

Buda comparava os seres humanos com quatro tipos de cavalos. Eles são:

1. cavalo aquele que só de ver a sombra do chicote já sai em disparada e muda.

2. cavalo é aquele que precisa receber a chicotada para sair do lugar.

3. cavalo precisa receber diversas chicotadas para se mover.

4.cavalo, é aquele que o chicote precisa ir fundo na carne para decidir se mover.

Nesta comparação, o primeiro cavalo é aquele ser humano que só de ler este texto, já vai produzir uma reflexão e decidir mudar algo em sua vida.

O segundo cavalo, é aquele ser humano que vai precisar apanhar da vida para decidir fazer alguma mudança em si.

O terceiro cavalo, é o ser humano que só vai mudar algo em si, quando passar por alguma doença grave que traga risco para a sua vida.

O quarto cavalo, é aquele ser humano que vai precisar perder alguém muito importante em sua vida para mudar algo em si. A moral dessa comparação é a seguinte: Que tipo de cavalo você é?

Não sou muito fã de categorizações, principalmente se for humana pois somos únicos, até posso dizer que na minha experiência de vida vejo que tenho um pouco de cada um e que dependendo se estou me observando ou não as categorias vão variando, dependendo do tipo de desafio, etc… O grande Buda teve que colocar nomes nos cavalos para o povo refletir, hoje, nós podemos ver a diferença e atestar que os “cavalos”(nós) não são tão inflexíveis ou endurecidos como as pessoas de 2600 anos atrás. Confesso que era bem mais fácil lidar com estas coisas quando só havia a mim mesma para cuidar e observar. Enfim, somos os governantes do nosso destino e só compete a nós sermos chefes da nossa própria vida.

Gostaria de falar de superação pois o nome desse Blogue sugere isto… e lembro que aconteceu algo comigo quando passei da infância para a adolescência. Meu nome de batismo é Maria José, sempre tive vários apelidos tanto no Brasil como na Noruega mas lembro que obriguei todo mundo a me chamar de Mary quando tive uma fervura de hormônios na adolescência. Li um dia desses a respeito da etimologia, transformação e classificação dos nomes próprios e vi que fiz certinho, pura intuição.

Aprendi dia desses que a quantidade de vogais ou consoantes do nosso nome completo diz muito o tipo de energia você precisa descarregar para que sua vida se desenvolva. Por exemplo, se temos mais consoantes que vogais no nosso nome viemos para realizar coisas, trabalhar produzindo e se tem mais vogais viemos para aprender, absorver… se temos as vogais e consoantes balanceadas, viemos tanto para aprender quanto para compartilhar… Balanceei as coisas quando mudei meu nome de Maria para Mary, sacou?!

Você é o mestre de sua vida, você é luz, você é amor, você é uma centelha do Universo e só cabe a você saber onde você se encontra no planeta terra, no Universo… se você está feliz, o que você precisa mudar para tudo acontecer e se conhecer a fundo…

Nós somos o que acreditamos ser, somos Fé, somos Esperança e precisamos Sonhar para acontecer. Boa Sorte! 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.