O Bom Companheiro

O ditado mais cabível que posso associar a minha vida é que “somos que nem vinho, quanto mais velho, melhor”, pois se voltar no tempo, nem eu mesma queria me namorar ou ter uma relação séria comigo.

Dizem que nos vemos nas pessoas que admiramos e acredito que meu companheirão de 16 anos de Jornada deve ter visto algum potencial em mim, que nem eu mesma tenha visto. Descobri várias qualidades em mim com o tempo mas não tinha muita noção da minha pessoa naquela época.

Minha vida pessoal era uma catástrofe no Brasil… como eu era Rebelde sem causa, seguia me fazendo de vítima e colocando a culpa nos caras malas que passavam pela minha vida ou que eu atraia pela minha Vibe de ovelha negra. Colocava a culpa no lugar por ter uma estatística de 10 mulheres para 1 homem(triste, mas a realidade é esta), simplesmente, tentava não pensar no assunto enquanto tentava encontrar o príncipe encantado, quando só se chegava sapos Cururus.

MENINAS, nós mulheres é que temos o poder de uma relação a dois nas mãos. A estória de que o homem que levava a mulherada para sua caverna à paulada, é mito e só serve para dar efeito aos filmes que contam a História dos Neandertais.

Não se sirvam numa bandeja como prato principal, saibam que os caras estão tão inseguros quanto vocês, só que eles foram educados para não demonstrarem os seus sentimentos, lembram?

O que fazer? Deem uma de difícil e quem ceder a esta estratégia, caiu na rede… só não pode dar uma de viúva negra, ok?! Precisamos tratar uns aos outros com respeito.

Eu estava tão farta, tão DONE com as minhas relações falidas que intuitivamente decidi que para me ganhar o cara teria que mostrar serviço. Depois que tive esta postura, passou a ter peixe na minha rede. Lembra da lei da abundância do livro o Segredo?

Meu marido gringo dançou o samba do crioulo doido para me ganhar. Claro que tive que ajustar os meus valores… fiz conscientemente uma figura de um cara ideal na mente com alguns critérios como:

-Respeito

-Sinceridade

-Mente Aberta

-Que aceitasse a mim e minha família com seus defeitos…

A prioridade maior foi o respeito… me tirando da posição de vítima, eu estava precisando trabalhar isto dentro de mim e assim, todo o Universo se abriu pois eu estava consciente da minha situação.

A vida a dois não é fácil, existe muitas coisas que fogem do nosso controle, muitas outras que precisamos priorizar, filhos tira o foco da relação, até de nós mesmos, mas eu acho que conseguimos ultrapassar essas barreiras… os desafios vão mudando e vamos crescendo como seres humanos e ficando que nem o vinho, melhores a cada dia.

A população da Noruega tem um índice de 50% da de divórcio nas estatísticas populacionais e para quem não sabe Norway é uma das campeãs no IDH(Índice de Desenvolvimento Humano)no Mundo… a qualidade de vida aqui é uma das melhores e muitas coisas são prioridade como a sua autonomia pessoal… e por aqui sempre se discute coisas do gênero como:

– A necessidade do casal ter amigos em comum e amigos individuais.

-Atividades comuns e atividades separadas.

-Viagens comuns e viagens separadas.

As vantagens são muitas… pois prezando sua individualidade pessoal existirá mais qualidade quando dividirem o tempo juntos, a vida teria uma continuidade sem muitos traumas ou dramas caso aconteça separação no futuro… muitos chegam a morar em casas separadas para preservar isto e diga-se de passagem, uma grande maioria são adeptos da monogamia.

O mundo teria uma outra cor se pudéssemos ver um relacionamento a dois sem ser uma posse, sem ser uma coisa.

Merecemos um amor no qual podemos ter a liberdade de ser quem somos ao lado da outra pessoa, sem esconder nenhuma parte de nós mesmos, porque quem nos ama, ama-nos por inteiro. Se você encontrar alguém assim, então já está muito mais perto de construir um relacionamento verdadeiro, construído sobre fundamentos de amor, altruísmo, compaixão e presença.

Termino este com um poema da querida Frida Kahlo

“Você merece um amor que a ame quando você estiver despenteada, aceitando as razões que a fazem acordar rapidamente, e os medos que não permitem que você durma.

Você merece um amor que faça com que você se sinta segura. Que a ajude a conquistar o mundo ao pegar em sua mão, que sinta que seus abraços se encaixam perfeitamente com sua pele.

Você merece um amor que deseje estar ao seu lado, visitar o paraíso apenas olhando seus olhos, e que nunca fique entediado lendo suas expressões.

Você merece um amor que a ouça cantar, que apoie todas as suas loucuras, que respeita sua liberdade e que a acompanhe em seu voo, que não a deixe cair.

Você merece um amor que afaste as mentiras. E que traga sonhos, café, poesia.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.