Nós temos 9 sentidos

Você sabia que o ser humano tem 9 sentidos e que somos condicionados a só usar 5 dos mesmos? Temos os “sentidos fundamentais: Audição, visão, paladar, tato e olfato” e mais 4 que não são muito conhecidos mais tão importantes quanto. São eles:

-Termocepção (percepção de calor ou da sua ausência).
É na pele que estariam concentrados o maior número de sentidos adicionais, graças ao alto número de terminações nervosas diferentes. O que chamamos de tato, portanto, pode ser expandido para a termocepção, que é o ato de sentir mudanças de temperatura, como a água gelada ou quando você chega perto do fogão ligado, por exemplo.

– Percepção de equilíbrio é um dos mais importantes sentidos do nosso organismo, funciona a partir da movimentação de fluidos presentes no ouvido interno, que balançam de acordo com nossas ações.

– Nocicepção (a percepção de dor pela pele, articulações e órgãos do corpo).
Pode ser uma presença física a partir do toque, como um soco ou uma agulha, até feridas térmicas (como queimaduras) e químicas (como inflamações). Os responsáveis por detectar tudo isso são sensores espalhados por todo o corpo chamados de nociceptores.

– Propriocepção (ou “consciência do corpo” – por exemplo, feche os olhos e abane o seu pé no ar: ainda sabe onde ele está em relação ao resto do corpo).
Quando você está de olhos fechados, por exemplo, você consegue perceber os músculos e membros de seu corpo, mesmo que não consiga enxergá-los – esse é o chamado sentido da propriocepção, ou localização espacial do corpo. Olha só como ele é importante: feche os olhos e encoste o dedo indicador direito em seu umbigo. O responsável por “mostrar” inconscientemente a você onde estão essas partes do corpo é a propriocepção.
Fontehttps://www.sitedecuriosidades.com/curiosidade/os-humanos-possuem-5-ou-21-sentidos.html

Quebrando o mito

Os sentidos mais comuns que conhecemos e aprendemos são os chamados “sentidos fundamentais”. A classificação é atribuída ao filósofo grego Aristóteles e leva em conta os métodos de percepção mais básicos do corpo humano, capazes de explicar nossa relação com os diferentes estímulos do ambiente. Ainda assim, isso não quer dizer que tal informação está errada, mas apenas incompleta.

(Fonte da imagem: Education World)

Tato, paladar, olfato, visão e audição fazem parte de uma resposta consensual – todos eles existem, mas podem ser expandidos para classificações mais complexas. O problema é que não há uma formulação oficial para quantos sentidos existiriam no corpo humano.

Os sentidos internos

Mas nenhum desses sentidos funcionaria sem a atividade cerebral e nosso sistema nervoso. Além dos mecanismos já citados, o organismo é capaz de manifestar percepções que você nem percebe que estão em funcionamento, mas que são essenciais para nossa existência. Até o funcionamento dos órgãos podem ser considerados sentidos isolados, como a filtragem dos rins ou a liberação de secreções pelo fígado.

Sem entrar em assuntos mais complexos, é possível citar ainda percepções como fome, sede ou a passagem do tempo. Além disso, segundo alguns dos estudos que aumentam o número de sentidos humanos para 21 ou 33, partes bem mais específicas do corpo também entram na lista, como vários receptores sensoriais espalhados pelos pulmões, cérebro ou medula.

Sinestesia

Algumas pessoas dizem ser capazes de relacionar cores, cheiros, sons ou gostos entre si, mesmo que eles não estejam presentes no ambiente – como unir o verde a um gosto adocicado ou sentir imediatamente um cheiro de carne ao ver uma imagem de um churrasco sendo feito, por exemplo.

Isso é a sinestesia, um fenômeno bastante curioso com relação aos sentidos. Quem a possui é capaz de misturar mais de um plano sensorial, causando efeitos como nos exemplos citados acima. Normalmente, essa atividade está relacionada ao uso de drogas alucinógenas, mas há quem desenvolva esse “superpoder” sem o auxílio de nenhuma substância..

Agora que você já sabe que o corpo humano tem mais de cinco sentidos, perceba durante o cotidiano quantas vezes você utiliza cada um dos sentidos complementares – e se assuste ao imaginar como seria viver sem um dele. Retirado do site: tecmundo.com.br

Todos nós temos superpoderes dentro de nós, podemos fazer coisas inusitadas quando conseguimos nos comunicar através deles em forma de cores, desenhos, etc… todos nascemos com estes superpoderes mas esquecemos-os a medida que passamos a priorizar coisas externas, a medida que vamos crescendo e no final, passamos a ser uma pessoa mediana, dentro de uma estatística.

Que possamos esquecer palavras como competição, comparação, ambição e muitas outras que terminem em “ão” e que tenha a mesma conotação. Que possamos ter tempo e paz para nos observar, nos livrar da agressividade, da violência que o dia-à-dia nos impõe. Para chegarmos ao topo do nosso desenvolvimento pessoal ou como seres humanos, nós só precisamos ser verdadeiros conosco, sermos felizes, satisfeitos. Nossa comunicação com o mundo deveria ser mais variada pois somos MUITO mais que isto… Se preciso, dê uma de louco, varie, modifique, priorize, ache seu verdadeiro “EU” e apareça. Não estamos aqui para sofrer, estamos aqui para viver e ser feliz.

O Sentido da Vida – Autor Desconhecido

Um dia, quando um sábio passava por uma estrada, deparou com um homem sentado na berma. O homem tinha um ar tão desolado que o sábio se deteve e lhe perguntou:

— O que o preocupa?

O homem respondeu:

 — A minha vida nada tem de interessante. Como tenho dinheiro suficiente para não precisar de trabalhar, coloquei-o nesta mala e dispus- me a viajar pelo mundo. Ando em busca de algo que me devolva a alegria de viver, mas nada do que me dizem é novo, o que só contribui para aumentar a minha sensação de tédio.

Ao ouvir isto, o sábio agarrou na mala do homem e fugiu. Como conhecia bem a região, apanhou atalhos por campos e colinas, e rapidamente se distanciou dele.

Decidiu colocar a mala no meio da estrada e foi esconder-se atrás de uma rocha. Algum tempo depois, viu chegar o homem que, com gestos ansiosos, abriu a mala que lhe tinha sido roubada. Ao ver que o conteúdo estava intacto, ergueu os olhos para o céu e fez um gesto de agradecimento.

O sábio pensou para consigo: “Certas pessoas só entendem o valor de algo quando o perdem.”

Nota do Autor: Atualizo este Blogue à cada 2-3 dias, se você gostou, inscreva seu e-mail abaixo em Follow Blog Via E-mail(Siga o Blogue via e-mail)assim, você receberá nossas atualizações em Primeira mão. MJ

3 thoughts on “Nós temos 9 sentidos

  1. Saudações Maria,

    Sempre bom olharmos para o mesmo lugar e conseguirmos perceber que não importa quantas vezes visualizamos ou o quanto pensamos o conhecer, haverá sempre a possibilidade de descobrirmos que é inesgotável o saber. Sobre sentidos básicos e sentidos especializados, podemos mergulhar nas infinitas possibilidades de mundo a partir do consenso humano. Um assunto para a ciência e para filosofia positivarem, subjetivarem ou ambos a realidade onde nos encontramos. Parabéns pelo blog e obrigado por me seguir. Engraçado, seu sobrenome não me soa estranho. Uma semana auspiciosa para você.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.