Homo sapiens, para onde vamos?

Alguém aí gosta de caminhar ouvindo podcast? Pois é, caiu nas minhas mãos o audiolivro Sapiens de 17 horas e que nos últimos dias está me deixando com muitas perguntas… Sapiens nos leva a uma viagem pela história da humanidade, do ponto de vista histórico-cultural. Desde o estilo de vida dos primordiais coletores-caçadores, à revolução agrícola, desta aos impérios, à revolução científica e, finalmente, aos dias atuais.

Li na resenha do site: Mediumcorporation.com que ao final, o autor faz ainda uma explanação sobre o futuro, baseado nos avanços técnico-científicos e as atuais pesquisas em biotecnologia e engenharia cyborg, preparando-nos para seu segundo livro, Homo Deus Que Foi lançado em 2017… já sei com que vou gastar meu tempo de caminhada nas próximas semanas. 🥰

A revolução Cognitiva:

Antes da evolução do Homo sapiens, como o conhecemos, haviam outras espécies do gênero Homo habitando, simultaneamente, o planeta. Embora essas outras espécies pouco se diferenciassem, física e cognitivamente, da nossa, não prevaleceram. Harari vai nos mostrando a partir de estudos e evidências como criamos o mundo em que vivemos. 

A Revolução Agrícola:

O humano agrícola passou a ver e interagir com o mundo de uma forma diferente de seus antepassados caçadores-coletores. Foi a partir das primeiras sociedades agrícolas que surgiu a necessidade de escrita, primeiramente para registro de transações e controle de alimentos.  Do que pareceram os primeiros sistemas de informação; não computadorizados, claro. Com o aumento dos registros veio a necessidade de classificá-los, organizá-los e acessá-los.

A Unificação da Humanidade:

Nesta terceira parte, acompanhamos como os impérios contribuíram para diminuir as fronteiras entre diferentes grupos. Uma vez que os africanos, europeus e asiáticos se viam como distintos, a si mesmos como “nós” e aos outros como “eles”, ter um império que unificasse todos sob o nome de romanos foi essencial para a colaboração entre os povos. 

A Revolução Científica:

É a partir da necessidade de expansão do império que cresce a revolução científica. A capacidade da ciência de descobrir e melhorar armas e equipamentos se mostrou útil aos impérios, quais passaram a financiar pesquisas. Até os dias atuais, a ciência avança com base nos interesses do império dominante, o capitalismo. Assim, império e ciência cresceram lado a lado, alimentando-se mutuamente.

Nos capítulos finais, Harari nos traz a ideia de que o Homo sapiens não está mais preso às suas limitações biológicas. A revolução cognitiva e científica nos dotou da capacidade de manipular a natureza e a nós mesmos de forma que, em breve, podemos nos tornar uma outra espécie, transcendendo o Homo sapiens.  Os avanços em biotecnologia nos permitem criar quimeras, manipular bactérias. A integração humano-computador pode nos levar a criar seres híbridos, com capacidades amplificadas pela tecnologia. Tais ideias são melhor exploradas em Homo Deus, o segundo livro de Harari, qual provavelmente posso ler e resenhar em breve.

Apesar de focar nos aspectos histórico-culturais da evolução humana, recomendo Sapiens para qualquer pessoa curiosa, que deseja saber um pouco mais sobre tudo. O livro oferece não apenas uma visão da história da humanidade, mas também da história da ciência, da política e da economia. Essencial para saber um pouco mais sobre de onde viemos e os possíveis caminhos para onde vamos em um futuro próximo. Se mantiver a mente aberta, é bem provável que Sapiens também entre para a sua lista de “livros que mudaram minha vida”. (Texto Retirado da resenha do livro Sapiens do site: Medium.com).

Deixo um Haikai de Millôr Fernandes:

“Você pode crer,

O Pior Cego

é o que quer ver.”

4 thoughts on “Homo sapiens, para onde vamos?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.