Aberto para o novo

Ultimamente tenho passado por um dilema na minha casa, acredito que esta problemática afeta milhões de pais do mundo todo e acho importante dividir por aqui pois isto poderá ajudar os pais, tios, avós, familiares no geral… e o dilema é como estimular meus filhos a lerem mais ou gostarem mais de ler.

A primeira coisa que me veio a cabeça foi, dê o exemplo primeiro e mostre que você ler, assim eles lerão também e isso eu já faço.

Confesso que de nada tem ajudado as visitas à biblioteca ou as compras de livros novinhos, as revistas trimestrais que o avô Alemão manda, as revistas em quadrinhos com brindes que a avó sempre dá, os livros paradidáticos da escola, etc(you name it)… nada serviu de ajuda o ultimátum que fiz deles lerem com hora marcada e escreverem um resumo da leitura no final para ouvir dizê-los que eu estava os forçando a fazer coisas que eles não queriam, como se fosse quase um crime gostar de ler. Quanto mais eu tentava estimular mais os meninos se sentiam enfadados e eu me sentindo a bruxa do 71.

Hoje em dia a concorrência é grande, temos Youtube, jogos online, amigos sem noção, professores sem muito feeling ou psicologia, até que tive um ideia… Os áudios-livros para ouvir no carro… faço parte de um clube de áudio-livros online onde posso baixar quantos livros eu quiser por mês. Fiz uma pesquisa rápida na net com indicações de livros para pré-adolescentes e pimba, achei o livro perfeito para dois irmãos que tem quase dois anos de diferença entre eles: “Meu irmão é um super-herói”(David Solomons) e assim estamos nos divertindo nas idas e vindas para escola… ver meus filhos rirem e gostarem de um livro juntos me fez sentir uma super mãe e se assim for, pegarei os livros mais doidos da face da terra para deixá-los gostando mais da leitura. Meu marido diz que ser lido é diferente de ler e eu concordo, mas esses danadinhos precisam começar por algum lugar, concordam?!

Percebemos que estamos com maiores perspectivas na vida quando começamos a ver a vida com diferentes lentes, ver diferença nas coisas ao nosso redor, por exemplo, detalhes despercebidos da estação de metro onde passamos diariamente.

Estar aberto para o novo me fez ver que precisamos de vários fatores para ficarmos espertos ou antenados e o mais importante dele é estar aberto para novas possibilidades… dar espaço para o novo se livrando do que não nos serve mais, ter consciência dos nossos objetivos e metas para a rotina não nos engolir, ter coragem de fechar os ciclos… ver o mundo com novos olhos.

Deixo aqui um texto do Blogue: Uffpostbrasil.com que fala o que podemos aprender com as criancas:

https://www.huffpostbrasil.com/2014/09/18/dez-licoes-que-podemos-aprender-com-as-criancas_a_21680157/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.