A tradição Náutica na Escandinávia

A Escandinávia é conhecida pelos Vikings e suas tradições. Os Vikings são conhecidos pelas suas habilidades Náuticas e conhecimentos dos Sete mares, mesmo 500 anos antes de Colombo. A tradição náutica é referência Nórdica até hoje. Assim como os Brasileiros nascem c uma bola de futebol nos pés, os Nórdicos nascem com seu par de esquis e com a prática do veleiro desde criança… é comum se ter um barquinho e assim, com essa tradição existem muitas empresas especializadas nas construções deles, fazendo com que a Escandinávia se torne uma referência na construção de seus barcos. Existe também o comércio dos frutos do mar, os campeonatos de veleiros, as férias no mar.

O atual Rei da Noruega Harald V e o Príncipe Håkon Magnus são ótimos velejadores, estão sempre envolvidos em algo no que se refere ao assunto.

A família real Norueguesa

Uma das especiarias da Noruega é o comércio do Bacalhau… alguém aí já viu cabeça de bacalhau?! Eles chamam de torsk e por incrível que pareça o bacalhau aqui é consumido fresco e sempre aos domingos, com batatas e pepino(de molho com vinagre). Já o bacalhau seco é sempre preparado com molho de tomate.

Cabeça de bacalhau com sua anteninha peculiar como cavanhaque

Relações católicas

O bacalhau norueguês é exportado para o sul da Europa e outros países desde o começo do século XVIII. As antigas relações comerciais, as tradições católicas e a demanda de peixe de alta qualidade explicam como essa especialidade norueguesa se tornou a estrela de alguns dos pratos tradicionais mais apreciados dos países de língua portuguesa e espanhola: O bacalhau.

Existe uma razão pela qual o Bacalhau da Noruega deixou sua marca no mundo católico: Uma antiga tradição católica é jejuar e se abster de carne na véspera de Natal, causando um aumento na demanda de peixe durante o período natalino. O aumento nacional no consumo de peixe levou esses países a buscar exportadores de peixes. Eles encontraram a Noruega. A importação do peixe salgado e seco da Noruega foi uma solução bem-sucedida: graças à sua excelente qualidade e durabilidade, o Bacalhau da Noruega foi perfeitamente adequado para atender à demanda.

Clip, cliff, kleppr

Em inglês, o bacalhau da Noruega (clipfish) é simplesmente chamado de bacalhau seco e salgado. Mas o nome original é, de certa forma, ainda mais descritivo. A palavra “clip” deriva do nórdico antigo “kleppr”, que se refere a um tipo de formação rochosa comum da costa da Noruega (compartilha a mesma origem da palavra inglesa “cliff” ou penhasco em português). Era nessas pedras que o peixe, mais comumente o bacalhau, mas também outros peixes brancos, eram tradicionalmente espalmados, salgados e secos.

Atualmente, o peixe é seco no interior de modernas instalações. Mesmo que o processo tenha sido modernizado, o produto final ainda é o mesmo que vem sendo produzido e exportado pela Noruega por cerca de 300 anos.

O nascimento de uma estrela

A salga e a secagem são alguns dos métodos mais antigos para a preservação de peixes e carnes. O sal extrai a água e satura o conteúdo de água remanescente no peixe. O processo de maturação normalmente leva alguns meses.

Os noruegueses vivem da pesca há muito tempo, e a produção de bacalhau também ocorre há centenas de anos. Manipulado por pescadores locais por gerações, o Bacalhau da Noruega é um produto de primeira classe, com a mais alta qualidade do mar gelado norueguês até a mesa de jantar.

One thought on “A tradição Náutica na Escandinávia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.