A Coragem chama

Para se ter coragem é preciso ter consciência dos nossos pontos fracos, é preciso ser ou estar vulnerável e nossos defeitos ou pontos fracos são MUITOS... ninguém se mete numa situação estranha (mesmo que inconsciente) sem ter esta consciência. Para termos sentimentos como Coragem, Amor, Empatia, ou até superar traumas... é preciso ser ou ter … Continue a ler A Coragem chama

Nascer de Novo como a Fênix – A Vasculite e Eu

Alguém aí já passou pela experiência de sentir que nasceu novamente, que teve uma nova chance ou que ressurgiu de suas próprias cinzas como a lenda da fênix? Pois é, Amigos... passei por uma dessas experiências e isto explica a ausência de um pouco mais de um mês deste espaço onde é meu canto filosófico. … Continue a ler Nascer de Novo como a Fênix – A Vasculite e Eu

Descubra o que não está positivo em sua vida

A Felicidade deveria ser a única coisa que deveríamos almejar na nossa vida. Ser feliz deveria ser a chave para uma vida repleta, cheia, completa. O que te faz feliz? Você está positivo? O que é positividade? Segundo a Infopédia, positividade é a disposição para considerar o lado bom de tudo, mesmo em condições adversas; … Continue a ler Descubra o que não está positivo em sua vida

O Rosto atrás da máscara

O ser humano tem sempre uma tendência desde o nascimento de servir aos outros e esquece de ser ele(a) mesmo(a). Seu ser e o ser do meio que este(a) vive são diferentes... este(a) deseja ser ele(a) mesmo(a) mas o sistema não permite. O que fazer para ser você mesmo, sem culpas, sem noias, sem medo, … Continue a ler O Rosto atrás da máscara

Nise da Silveira, psiquiatra Rebelde e a Terapia Ocupacional

Foto: Rose Valverde Nise da Silveira (médica psiquiatra) nasceu em 15 de fevereiro de 1905 em Maceió (AL) e faleceu na cidade do Rio de Janeiro em 30 de outubro de 1999. Filha do professor de matemática Faustino Magalhães e da pianista Maria Lídia da Silveira. Nise foi considerada uma psiquiatra Rebelde pois foi pioneira na … Continue a ler Nise da Silveira, psiquiatra Rebelde e a Terapia Ocupacional